Eduardo Silveira e o legado de deixar o seu melhor em tudo

0
5

Texto – Junior Samurai

Da própria casa onde foi motivado pelo irmão até assumir a empreitada de comandar um projeto social, a história do professor Eduardo Silveira é repleta de vitórias. Ele bateu um papo com o Meiaguarda e contou sobre o início de sua trajetória na arte suave e a emoção de ensinar os golpes e a filosofia do Jiu-Jitsu num projeto social. “O jiu-jitsu entrou em minha vida quando meu irmão Leo Silveira começou a ministrar aulas em 2011 e me levou com ele pra ver como era. Na época ele era da equipe HC e foi um aprendizado durante 6 anos ao lado do meu irmão que hoje faz parte da Checkmat e mora nos EUA. Eu sou da equipe Ubuntu,  aluno do mestre Joao e Samuel Falcão”, disse.

“a primeira lição que aprendi foi que no jiu-jitsu quem tem o ego inflado nunca prospera, pois sempre tem alguém melhor que você ou que sabe alguma coisa que você ainda não sabe. Então você tem que ser humilde sempre. Essa foi a minha primeira lição valiosa que levo ate hoje e passo pros meus alunos”, acrescentou o jovem professor, que seguiu falando sobre os benefícios que o esporte trouxe para o seu viver.

“O jiu-jitsu mudou demais minha vida. Passei de um adolescente rebelde na época quando comecei a treinar a um moleque batalhador que nunca se da por vencido e que corre atrás dos sonhos e metas igual a gente faz na nossa arte suave. O jiu-jitsu com certeza nos molda em todos os cenários de nossas vidas”.

A mentalidade necessária para ser um formador de campeões da arte suave, ele detalha abaixo:

“O projeto começou através do meu aluno Erick Zada. O pai dele que é muito meu amigo, sempre me incentivava a dar aula para criancas, Um dia fui dar umas aulas sem pretensão pro Zada no condomínio onde treinamos e foi aparecendo mais crianças interessadas nos treinos, alguns vieram de outras academias acreditando no nosso trabalho e hoje estamos galgando devagarzinho nosso espaço”, contou.

“O projeto é o que eu mais amo nessa vida depois da minha esposa e minha filha. É uma simplicidade essas crianças que alimentam minha alma. Somos muitos amigos e sabemos que juntos somos mais fortes. É uma dadiva de verdade ter a oportunidade de instruir esses garotos”, completou Eduardo, que cita a evolução do conhecimento como chave para aprimorar a estrada nos tatames, e o legado que há de ser deixado para os novos competidores da equipe.

“O maior legado que quero deixar é que sempre deixem e façam o seu melhor em tudo nas suas vidas pois só assim eles podem realizar seus sonhos seja eles quais forem. E que sejam cidadãos de bem que sabem respeitar o próximo, prego muito isso pra eles”.

Antes de encerrar Eduardo Silveira deixou uma lição para o praticante de Jiu-Jitsu. “Você praticante de jiu-jitsu, quando tudo estiver difícil tenha disciplina e não desista. Quando você evoluir e chegar onde deseja o seu sentimento de prazer será algo indescritível. Aproveite”.

“Queria agradecer todos meus alunos, os pais dos meus alunos em especial o Alexandre que é meu braço direito nisso tudo, nossa equipe Ubuntu e meus mestres Samuel e Joao que sempre estão dispostos a nos ajudar”.

Projeto Social Pernalongas BJJ
Endereço – Avenida Paulino Rocha 1001 bairro cajazeiras. Condomínio Morada dos Bosques
Contato – 85 8830-0416

 

SHARE
Previous articleSeja um atleta registrado: saiba os benefícios e como se filiar à FCE
Jornalista colaborador da Revista Graciemag, assessor de imprensa do Bitetti FC, editor do site Meiaguarda, e apresentador do Programa Arena Meiaguarda da TV Metrópole.

LEAVE A REPLY

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.