Benicio Araujo e a missão de mostrar que o Jiu-Jitsu é mais que um esporte

0
16

Texto – Junior Samurai

Desde setembro de 2019, quem mora no Jardim Jatobá e adjacências tem a chance de treinar com o fera Benicio Araujo, faixa-marrom de Jiu-Jitsu reconhecido pelas suas conquistas e que também vem despontando como formador de novos talentos do Jiu-jitsu. “Hoje em dia dou aula pra 11 crianças e 12 adultos, onde cada dia busco deixá-los melhor tanto a parte atleta como pessoa, mostrando que o jiu-jitsu além de melhorar as habilidades físicas e mentais pode te fazer uma pessoa melhor. Busco deixá-los
preparados e motivados a seguir os seus sonhos dentro e fora do tatame”, disse, lembrando os primeiros passos dessa caminhada.

“No início da minha faixa roxa comecei a dar aula onde fiz vários cursos pra me preparar melhor e dar um bom conteúdo ao alunos. Tive algumas dificuldades pois como faixa-roxa as pessoas tinham um pouco de preconceito, mas graças a Deus nunca desisti e não baixei a cabeça sempre busquei seguir em frente e assim estôu fazendo até hoje”, acrescentou o atleta da equipe Assad que voltou no tempo e recordou como conheceu a arte suave.

“O Jiu-Jitsu entrou na minha vida como uma maneira de relaxar o estresse do trabalho e acabei me apaixonando. Logo vi que esse era o esporte pra minha vida ,onde a cada dia eu vejo uma coisa novo e fico ainda mais admirado”, contou, já citando as primeiras lições que aprendeu e a missão de fazer do Jiu-Jitsu uma ferramenta transformadora na vida das pessoas.

“A primeira lição foi de humanidade, respeito ao próximo, saber que o Jiu-Jitsu não e só uma arte marcial e sim o novo modo de vida, onde o conjunto se torna uma família que sempre está pronta pra te ajudar”,

“O Jiu-Jitsu me fez uma pessoa melhor, onde busco a cada dia ajudar o próximo. Mostrar que sempre a outro caminho melhor a seguir, também me tirou da depressão e da falta do meu pai quando morreu. A tristeza foi tirada no tatame”, completou o jovem professor.

Sobre as competições, Benicio pode detalhar sua escalada com o Jiu-Jitsu. “Meu primeiro campeonato foi o Open Maracanaú onde fui vice-campeão depois de travar várias batalhas. Logo depois do primeiro campeonato senti que podia lutar mais e assim fiz, sai lutando vários campeonatos dentro e fora do estado, onde tive vários aprendizados tanto como atleta como pessoa. Além de sempre estar ali entre os melhores do Ranking MEIAGUARDA”.

Para encerrar a entrevista perguntamos:

O que você visa passar ao alunos como essência?

O legado que quero deixar e que nunca podemos desistir pois os nossos sonhos e nossos objetivos dependem do quanto você é forte pra lutar, pois sem sacrifício não a glória. Tudo que é conquistado com dedicação, amor e suor tem mais valor

Deixe uma lição para o praticante de Jiu-Jitsu

Nunca deixe de sonhar, acredite sempre nos seus objetivos e agradeça a Deus por tudo;

“Agradeço muito a Deus a minha família e a todos os professores que ao logo da minha caminhada passou os seus ensinamentos pra mim. Hoje sou faixa-marrom graças a Deus e também aos seus ensinamentos Estou lutando pra construção do meu próprio espaço onde vai funcionar o projeto social Novos Anjos, que vai ajudar crianças e adolescente a ter um futuro dentro do esporte. Agradeço muito ao você Junior Samurai e ao Meiaguarda por sempre estar pronto pra dar destaque ao sonhos dos atletas e professores de Jiu Jitsu”.

CT
Endereço – Rua Erivel Ramos, 1529, Jardim Jatobá
Contato – 85 9860-6569

LEAVE A REPLY

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.